Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Moderninho, esse menino

por the fazz, em 19.10.10

- Eu não entendo porque a gente não pode continuar junto e sair também com outras pessoas. Vai, não me olha assim. Não tem porque. Eu não me importo que você fique com outros caras... Eu... eu não achei mesmo que você se importasse... Você sabe que não funciona, monogomia é um retrocesso. Olha pra mim, o fato de eu sair com outras meninas não quer dizer que você não é especial... Você é uma mulher tão inteligente, nunca imaginei que você fosse encarar isso de uma forma tão... tão ultrapassada...

- Você gosta de História?

- História?

- É. Guerra, miséria, revolução, essas coisas...

- Sim, sim, claro. Acho que sim.

- É engraçado, né. As pessoas quando falam do passado, elas se dividem em dois grupos. O grupo dos que lamentam por aqueles que não sabiam ainda o que era um mp3 e aqueles que gostariam de herdar receitas de família, ao invés de buscar no Google como se ferve leite.

Ele ri, um pouco aliviado da pressão. Ela prossegue.

- Pois é. E a História também é dicotômica, assim. Homossexualidade, por exemplo. Tem muita gente que ainda enxerga um grande tabu no tema. Acham que gay é que nem internet, na geração passada ainda não existia. E no entanto, a História ensina que na antiguidade, simplesmente não havia o conceito de homossexualidade. Há 10 mil anos, nas tribos de Nova Guiné e Fiji, a viadagem era ritualística. Os melanésios acreditavam que o conhecimento sagrado só podia ser transmitido por meio do coito entre duplas do mesmo sexo. Tinha ritual com homens vestidos para representar um espírito dotado de grande alegria, fazendo performances dignas de uma drag queen. Ganesh, o deus hindu, teria vindo da relação de duas mulheres, e por aí vai...

- Mais uma cerveja?

- Claro. Mas continuando. Quando você fala e se exalta com a sua estimada poligamia... eu me lembro da Idade da Pedra Lascada, quando os machos dominantes se casavam com várias mulheres, seguindo o comportamento de animais polígamos, como o bisão e, adivinha só... o veado!

- O que é um bisão?

- Na tribo, os homens tinham esse objetivo, fertilizar o maior número de mulheres possível. Era também uma forma de demonstrar liderança. As melhores caças, as melhores mulheres, a melhor cabana. Tudo pra que o pobre neandertal se sentisse seguro e afagado. Isso faz um tempinho, tipo, três milhões de anos. Mas desculpe, eu acabei te interrompendo... você estava dizendo que eu era ultrapassada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:51


7 comentários

De Talita a 19.10.2010 às 15:51

muito bom! é exatamente isso... eles são completamente insensíveis, machistas e ultrapassados.

De LUC a 27.10.2010 às 14:29

Ah, essa 'juventude'...

De iulo a 11.11.2010 às 19:05

gostei daqui.

De Felipe Lacerda a 29.11.2010 às 16:58

Saudade desses textos gostosos.
Vim convidar para minha nova casa:
http://portalfelipelacerda.blogspot.com

Bom rever (reler) vocês, amigos. Que tesão estar aqui de novo.

E vocês, sempre afiadinhos.

De Jaime a 13.12.2010 às 17:18

queremos mais!

De uiu a 24.12.2010 às 02:38

e o eterno retorno?
alem do que, acho que, no fim, apesar de eu me identificar com a monogamia, eu gostei pouco da personagem que defende ese conceito. se apoiar na pré-história pra falar de "modernidade" ou de conmporaneidade? apesar do tabu relacionado ao sexo sempre ter existido, compara uma época em que as pessoas mal se comunicavam ou tinham pouco conhecimento filosófico-social com uma época em que a velocidade da cominicação é absurda, "conhecemos" milhares de pessoas todos os dias, e muito já foi estudado sobre relações humanas, é meio tenso.
se for pra se apoiar nisso, no fim das contas, a moça só dá razão ao rapaz, afinal, é um comportamento bem antifgo esse do macho.

(desculpa por causar)

De Phelipe Martins a 28.12.2010 às 22:18

Olá, adorei o post, realmente nos evoca a seguinte frase: "Muda-se o tempo, muda-se os valores!".

Realmente as pessoas tendem a se vestir com uma capa que exterioriza toda forma de preconceito ou valores retrógrados... porém, quando não estão sendo observadas (ou pelo menos acham isso) elas optam por despir-se e praticar tais atos duvidáveis.

Abraço e continue firme neste blog tão legal.

Quando quiser me visite:

http://phelipe.blogs.sapo.pt/

Phelipe Martins

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D